• Diaristas ganham mais, mas não têm direitos

  • Talita Amaral

Há 17 anos, a diarista Lourdes Guerreiro de Souza faz faxinas em casas e apartamentos. Para conseguir dar expediente em oito locais diferentes, nos sete dias da semana, a jornada de trabalho dela começa por volta das seis horas. Descanso? Somente nas tardes dos domingos e feriados, porque no período da manhã ela está no batente.

Apesar da agenda sobrecarregada e de trabalhar até nos dias em que a maioria das pessoas descansa, Lourdes afirma estar acostumada com o dia a dia dela e satisfeita com o retorno financeiro, que a atividade lhe proporciona.

 

Ricardo Lopes

Diaristas ganham mais, mas não têm direitos

Lourdes Guerreiro trabalha há 17 anos como diarista e atende oito famílias durante a semana

 

Ela revela que o salário mensal chega a cerca de R$ 2.400. "Gosto de trabalhar em várias casas, porque não existe rotina, cada dia faço um serviço diferente. Para mim, é menos cansativo", destaca.

Ela comenta que chegou a ser mensalista por um ano, mas não se adaptou. "Como diarista faço o meu horário. Quanto mais rápido terminar, mais cedo chego em casa", alega.

Lourdes cobra entre R$ 60 e R$ 80, a diária, dependendo do período em que fica na casa e do tamanho do imóvel. Ela também contribui como autônoma para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e paga um plano de saúde.

Nas horas vagas, além de cuidar da casa dela e dos filhos, Lourdes encontra tempo para se dedicar ao artesanato. Ela produz peças, reaproveitando materiais recicláveis. "Já tenho 200 peças prontas e pretendo montar um site para revender o artesanato", adianta, inspirada pelo espírito empreendedor.

Por mês
Diferente de Lourdes, a mensalista Marilene de Souza, trabalha há seis anos em uma residência. Ela declara preferir ficar em uma casa só, porque pode administrar a forma como vai fazer a limpeza e o serviço não é tão pesado quanto nas diárias.

A casa onde Marilene trabalha tem cinco quartos, seis banheiros, uma cozinha, quatro salas, biblioteca, escritório, piscina e um quintal grande. "Segunda-feira é o dia que mais trabalho, por causa do fim de semana. É quando lavo roupa, os banheiros e o quintal. Nos outros dias, só mantenho a limpeza", relata.

Marilene acrescenta que já se acostumou com o trabalho e por estar há algum tempo no mesmo lugar tem um bom relacionamento com os moradores da casa. "Já peguei o ritmo do trabalho. Sei o que eles gostam e fico menos cansada", diz. Ela tem registro em carteira de trabalho, com direito a férias e décimo terceiro. O salário mensal é de R$ 800.

É POSSÍVEL TER VÁRIOS REGISTROS NA CARTEIRA DE TRABALHO

O advogado Ricardo Luiz de Freitas esclarece que as diaristas podem ter vários registros em carteira. "Não existe limite de registro, a não ser por incompatibilidade de horário e local (não se pode estar em vários locais nos mesmos horários", explica.

Segundo Freitas, o valor da diária não é estipulado por lei, porém, existe projeto no Senado, desde 2009, para fixar os valores, que hoje é estipulado livremente pelo empregado e aceito ou não pelo empregador, que deve ou não concordar.

A autora é a senadora Serys Slhessarenko (PR-MT). O advogado orienta ainda que os contratantes peçam referências da funcionária antes de firmar o contrato.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 1
  • 7
  • 30
  • 43
  • 44
  • 54

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email