• Secretaria lançará novo edital de contratação para PSF e Samu

  • Pauline Almeida

A Secretaria Municipal de Saúde deve lançar até o final da próxima semana o novo edital de contratação de empresas para prestação de serviços como Programa Saúde da Família (PSF), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Policlínica e Central de Leitos. Atualmente, as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (oscips) Institutos Atlântico e Gálatas são os responsáveis e estão sendo investigados por falhas na execução do contrato.

A Controladoria Geral do Município está fazendo uma auditoria na prestação de contas dos institutos há um mês, mas ainda não deu o parecer definitivo sobre a existência de irregularidades. No dia 8 de junho vence o contrato entre as oscips e a prefeitura e será feita uma nova licitação, da qual as mesmas podem participar.

O relacionamento entre oscips e prefeitura foi abalado depois que a quarta parcela do pagamento dos contratos foi paga parcialmente. Ao Instituto Gálatas do R$ 1.364 milhão que representa o valor total do repasse mensal, foi pago apenas R$ 125 mil; o Instituto Atlântico recebeu pouco mais da metade de seu pagamento de R$ 809 mil.

As oscips entraram com o pedido de pagamento total dos contratos que só julgado após o fim da investigação da controladoria. Segundo o diretor financeiro da Secrataria Municipal de Saúde, João Carlos Perez, foi pago o valor parcial porque havia vários itens do contrato que não foram cumpridos, principalmente no que diz respeito à contratação de funcionários.

Perez ainda informou que a quinta parcela foi paga integralmente e que a sexta, que deve ser depositada até próximo dia 8, vai depender da prestação de contas apresentada pelas oscips. Os diretores do Instituto Atlântico foram procurados, mas não vão se pronunciar até ter o resposta oficial da Prefeitura. Já a diretora do Instituto Gálatas não foi encontrada na manhã desta quarta-feira (4).

Segundo o diretor financeiro, o novo edital será reformulado para tentar reduzir a possibilidade de falhas na execução e para facilitar e acelerar a prestação de contas.

A Prefeitura de Londrina já teve problemas com oscips no ano passado, quando o Centro Integrado de Apoio (Ciap) - que prestava serviços na área da saúde - foi acusado de desviar cerca de R$ 300 milhões dos cofres públicos.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 7
  • 24
  • 28
  • 46
  • 53
  • 56

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email