• Engenheiro Bruno Morikawa assume a Secretaria de Obras de Londrina

  • Redação

Foi anunciado na tarde desta segunda-feira (3) o nome do engenheiro Bruno Ywao Morikawa como o novo secretário municipal de Obras e Pavimentação de Londrina. Ele assume o lugar de Aguinaldo Rosa que, no último sábado (1º), comunicou através da Rádio Brasil Sul, de propriedade da família do prefeito Barbosa Neto (PDT), o seu pedido de afastamento do cargo.

O engenheiro foi apresentado oficialmente na tarde desta segunda-feira pelo prefeito Barbosa Neto aos servidores da Secretaria Municipal de Obras. Aguinaldo Rosa, apesar de ter solicitada a exoneração do cargo, continuará na secretaria, mas à frente da usina de Asfalto do município.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, Morikawa é engenheiro civil e de Segurança do Trabalho, tendo 27 anos de experiência profissional na área de engenharia. Trabalhou na Cohab durante 11 anos, entre os anos de 1998 e 2000, quando adquiriu experiência na área de licitações públicas, orçamentos e infraestrutura.

Nos últimos dois anos ele trabalhou na Terra Nova Engenharia, uma das empresas responsáveis pela construção do residencial Vista Bela, do programa Minha Casa Minha Vida.

Saída

O anúncio de Aguinaldo Rosa de que deixaria o cargo de secretário aconteceu um dia após serem detectados problemas no recapeamento asfáltico realizado no Autódromo Internacional Ayrton Senna, durante os treinos livres para a etapa da Stock Car em Londrina. O recape, realizado recentemente, não suportou as altas temperaturas registradas na pista no dia que foi considerado o mais quente do ano. Aguinaldo Rosa negou que a saída dele tenha sido por conta deste episódio.

Ele foi o 11º secretário municipal a deixar o cargo apenas em 2011. Entre os que deixaram o cargo ou foram dispensados pelo prefeito Barbosa Neto (PTD), estão o ex-procurador jurídico Fidélis Canguçu - preso na Operação Antissepsia -; o de Fazenda, Lindomar Mota dos Santos; de Gestão Pública, Marco Cito e depois Cléberson Cândido; o ex-presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel) e vice-prefeito José Joaquim Ribeiro; Planejamento, Fábio Góes; do Governo, Kentaro Takahara e, depois, Telma Tomioto Terra; a chefia de Gabinete, com Alysson Tobias Lemos de Carvalho; a presidência da Sercomtel, com Fernando Kireeff.

A última a pedir demissão da Prefeitura de Londrina foi a servidora Ana Olympia Dornellas, que ocupava o cargo de secretária municipal de Saúde. Ela ocupou o cargo por nove meses, substituindo Agajan Der Bedrossian. Quem assumiu a pasta foi o diretor executivo, Márcio Nishida.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 4
  • 6
  • 11
  • 43
  • 54
  • 56

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email