• MP quer saber motivos da falta de água nos bairros de Londrina

  • Pauline Almeida

O Ministério Público (MP) deve enviar na tarde desta segunda-feira (10) um ofício à Sanepar pedindo informações sobre as razões de vários bairros do município de Londrina terem o abastecimento de água interrompido na última semana. Pelos comunicados de utilidade pública enviados à imprensa, cerca de 65 bairros foram afetados pelo racionamento.

O promotor de Defesa dos Direitos do Consumidor, Miguel Sogaiar, afirmou que prepara o documento para enviar à empresa. "Nós queremos explicações sobre a notícia divulgada na semana passada que vários bairros ficaram sem água. Vários consumidores tiveram um serviço essencial interrompido e queremos que a Sanepar possa dizer o que aconteceu", declarou.

Em nota à imprensa, a empresa afirmou que a estiagem do mês de setembro, que registrou apenas 7 mm de precipitações, aliada ao alto consumo de água seriam as causas da falta de água. Questionado se acredita ser essa uma justificativa plausível, o promotor Miguel Sogaiar preferiu não emitir juízo antes de receber a resposta da Sanepar.

A empresa terá dez dias para apresentar as explicações. A assessoria de imprensa da Sanepar disse que a diretoria da companhia só deve se manifestar após o recebimento do ofício.

A primeira interrupção do abastecimento foi registrada na quinta-feira (6) e se localizou principalmente na zona sul da cidade. Apesar da estiagem, o volume dos mananciais Tibagi e Cafezal, que abastecem Londrina e Cambé (a 16 km), não foram afetados.

O principal problema que teria causado o racionamento, segundo a Sanepar, seria o alto consumo de água por causa do calor. No mês de setembro, as temperaturas foram altas, chegando a 37ºC no último dia do mês.

No sábado, o desabastecimento se estendeu e afetou a região sul, norte e leste, desde o início da manhã até o final da noite. Esta semana deve ser chuvosa em Londrina, com pancadas previstas todos os dias, o que deve contribuir para a normalização da distribuição de água.

O coordenador do Procon de Londrina, Carlos Neves Júnior, afirmou que fará uma reunião da tarde desta segunda-feira (10) para discutir o assunto. No final do dia, ele deve informar se o órgão também pedirá explicações a Sanepar.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 19
  • 23
  • 34
  • 40
  • 41
  • 58

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email