• Sema identifica vazamento de esgoto doméstico em afluente do Lago Igapó, em Londrina

  • Juliana Leite

A Secretaria Municipal de Ambiente de Londrina (Sema) constatou nesta semana o vazamento de esgoto domiciliar no córrego Capivara, na zona sul da cidade. O material, além de contaminar uma lagoa na baixada da Avenida Garibaldo Deliberador, também poderia afetar o Lago Igapó I, uma vez que o córrego é um dos aflentes que abastece o cartão postal de Londrina.

O secretário municipal de Ambiente, Gilmar Domingues Pereira, explicou que a irregularidade foi constatada na manhã de quinta-feira (8). Desde às 10h de sexta-feira (9) a situação já tinha sido regularizada pela Sanepar.

"A Sanepar foi acionada e promoveu as adequações hoje. Havia rupturas nas tubulações. O vazamento era de esgoto doméstico. O cheiro era ruim, não era preciso nem fazer teste para comprovar", declarou.

Mesmo assim, para embasar os laudos técnicos, foi pedida pela Sema a colaboração da Autarquia Municipal de Saúde e do Instituto Ambiental do Paraná para a coleta de resíduos e realização de exames microbiológicos.

A fiscalização da Sema deve se estender para demais regiões da cidade, inclusive na região norte, onde problemas no lago Cabrinha já foram detectados. "Inclusive já adverti verbalmente a Sanepar. Eles foram alertados que estaremos por lá nos próximos dias", disse.

Ele comentou que apesar de em muitos casos o problema com o vazamento de esgoto doméstico ser ocasionado por ligações irregulares a Sanepar tem que realizar vistorias periódicas. "A ligação clandestina não é responsabilidade só da Sanepar. Sem dúvida os moradores são responsáveis. Mas a concessionária tem obrigação de fazer vistoria periódica, dignosticar esses problemas", comentou.

Relatório de manutenção

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (9) com a Sanepar e representantes do IAP, a Sema solicitou que a concessionária dos serviços de água e esgoto em Londrina apresente, semanalmente, um relatório da manutenção das tubulações.

"Queremos que eles apresentem uma equipe técnica devidamente habilitada a realizar um diagnóstico em toda a rede coletora em Londrina, com relatórios semanais", afirmou. O objetivo, segundo o secretário, é promover que a empresa constate o problema, se caso houver, antes mesmo das denúncias de problemas.

Multa

De acordo com o secretário municipal, a empresa ainda não foi multada porque o laudo dos exames não está concluído. Os valores vão depender de análise da comissão técnica da Sema. "Eles vão avaliar os danos. Existem os atenuantes, como nesse caso que já fizeram a regularização. Mas tem também os agravantes. A comissão vai definir valores da multa", disse.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 8
  • 23
  • 28
  • 30
  • 32
  • 51

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email