• Estado dará suporte para instalação de fábrica da Klabin em Ortigueira

  • Agência Estadual de Notícias

O governador Beto Richa determinou nesta segunda-feira (27) a instalação de uma unidade de gerenciamento de projetos, envolvendo secretários de Estado e presidentes de empresas públicas, para garantir as condições necessárias para a instalação da nova unidade da Klabin, que será instalada no município de Ortigueira (136 km de Londrina).

A construção da planta tem investimento previsto de R$ 6,8 bilhões, e o empreendimento está enquadrado no programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo. A planta vai gerar 10 mil empregos e beneficiar diretamente 12 municípios de uma das regiões com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Paraná. A nova unidade tem produção projetada de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano.

O grupo do governo estadual vai trabalhar em conjunto com os diretores da empresa e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) para discutir alternativas fiscais, ambientais, de infraestrutura e de qualificação profissional para viabilizar o empreendimento. A proposta envolve suporte na área social, com a construção de escolas, unidades de saúde e reforço no policiamento na região.

A instalação da unidade da Klabin em Ortigueira será o maior investimento privado da história do Paraná e deverá contribuir para o desenvolvimento social e econômico da região. "Esta é uma importante obra que distribui riquezas para toda a região. Faremos o possível para a concretização desse empreendimento que mostra que o Paraná voltou a ser um Estado promissor", disse o governador.

Richa reuniu no Palácio Iguaçu nesta segunda-feira (27/08) o primeiro escalão do governo para que uma equipe técnica da Klabin apresentasse o plano de expansão da empresa, que é a maior produtora, exportadora e recicladora de papéis do Brasil.

A indústria já mantém uma unidade no Paraná, no município de Telêmaco Borba, onde produz papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado, sacos industriais e também comercializa madeira em toras.

Interior

Richa afirmou que o compromisso de seu governo é investir na industrialização do interior. Ele lembrou que o Paraná Competitivo já assegurou investimentos de R$ 18 bilhões e a criação de 90 mil empregos. "O Paraná tem resgatado a confiança do setor produtivo, com um governo mais aberto ao diálogo, estável e com segurança jurídica".

O diretor-geral da Klabin, Fabio Schvartsman, declarou que a determinação do governador mostra o comprometimento do Estado com a industrialização do Paraná. "Isso reforça nossa convicção de que o Estado é parceiro do produtor. Com uma junção de esforços, vamos implantar essa nova indústria que irá gerar impostos e empregos para os paranaenses".

O presidente da Fiep, Edson Campagnolo, colocou a entidade à disposição para a atração de outras empresas que poderão ser fornecedoras da Klabin e para capacitação de mão de obra. "Juntos, vamos conseguir promover o desenvolvimento do Paraná. Com estímulo a indústria e crescimento na qualidade de vida dos paranaenses", concluiu.

Grupo

De acordo o secretário da Casa Civil, Luiz Eduardo Sebastiani, o grupo intersecretarial terá prazos para a apresentação de resultados. "É uma forma do governo se articular para garantir o desenvolvimento da região. Vamos colocar o Estado à disposição dos municípios, para desenvolver uma das regiões mais necessitadas do Paraná", disse ele.

A ação envolverá as seguintes secretarias: Trabalho e Economia Solidária, Indústria e Comércio, Fazenda, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Infraestrutura e Logística, Administração, Agricultura, Desenvolvimento Urbano, além da Casa Civil, Casa Militar, Administração dos Portos, Compagás, Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Lactec, Fomento Paraná, Junta Comercial, Celepar, entre outros.

Para o início das obras, o governo estadual e a empresa estudam ações para oferecer melhores condições para o empreendimento e para a localidade. Serão estudadas a construção de uma ponte sobre o Rio Tibagi, a melhoria na infraestrutura das ferrovias e do Porto de Paranaguá, construção do hospital Regional de Telêmaco Borba e a capacitação profissional na região.

Projeto

A nova unidade da Klabin no Paraná irá combinar a produção de celulose de fibra curta e de fibra longa. Com isso, a empresa atenderá toda a demanda de mercado do Brasil e poderá exportar para outros países.

A fábrica será construída em área própria da empresa, localizada na comunidade rural conhecida como Campina dos Pupo, a 15 quilômetros da área urbana de Ortigueira. As obras devem iniciar até dezembro, com previsão de término para o fim de 2014, quando também começam as operações da fábrica.

Divisão

Convênio assinado no início do ano define que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) proveniente das operações da nova fábrica de celulose seja dividido entre doze municípios dos Campos Gerais e Norte Pioneiro. São eles: Cândido de Abreu, Congoinhas, Curiúva, Imbaú, Ortigueira, Reserva, Rio Branco do Ivaí, São Jerônimo da Serra, Sapopema, Telêmaco Borba, Tibagi e Ventania.

Pela divisão foi acordado que o município sede da indústria ficará com 50% do tributo e os 50% restantes serão partilhados entre todos os municípios fornecedores de matéria prima.

A divisão atende critérios que consideram o volume de madeira enviado às fábricas da Klabin no Paraná, o número de habitantes e a evolução municipal do Índice Ipardes de Desempenho Municipal (IPDM).

De acordo com o governador, a partilha dos tributos gerados pelo novo empreendimento será fundamental para a consolidação de um desenvolvimento mais homogêneo na região.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Loterias

  • Números sorteados
  • 4
  • 6
  • 11
  • 43
  • 54
  • 56

Shopping

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.

Receba Notícias por Email